quarta-feira, junho 15, 2005

Novamente novamente novamente

Novamente venho sem o que dizer
em meu querido blogger escrever
somente que ele com dias contados está
estou a fim de os laços que escrevi
terminem aqui
porque entusiasmo para continuar
não mais há
Sinto que ele se decipou
porque em um certo momento percebi
que mentimos para nós mesmos
mesmo escrevendo para lembrar
mesmo colocando um espelho
para esconder os olhos vermelhos
Não é o desabafar que irá apagar
E no contrário da situação
Quando com uma atração
Escrevemos sorrisos
Quase perdemos o siso
Porque há momentos
que não tem como registrar
Nem com foto nem com palavras
Porque o coração em letras rabiscadas
Utiliza de garranchos para representar
Tantas coisas escrevi
Quantas coisas eu li
Me senti livre em um minuto e
Me senti presa em um minuto de branco
Me sinto hoje suspensa em ar de devaneio
Onde o meu espelho
Está a se repousar
Talvez mude ele de cara
rosto
parede
desejos
Mas, nestas linhas
nunca mais irei me abrir
e não pensem que é por melancolia
Mas, sim de alegria
que é esta fantasia
de dominar com as palavras a própria vida
escondida num viver
Meu blogger nunca foi para os outros
Sempre foi para mim
Sou a minha própria estrela
A zombar, rir e gargalhar
com os meus passos de criança
nutridos de esperança
para mais um sorriso pousar.

3 comentários:

Coelho disse...

Stela,
que história é essa de querer acabar
e nem vem com esse papo que vc promete e promete e não tem coragem de acabar
afinal, como rolou um papo aqui, "herói é um covarde que não teve tempo de fugir"
tá querendo virar heroína (no bom sentido)?

Anônimo disse...

Nada a ver
Stelinha
Vc é nossa estrelinha preferida
Nada de acabar
Brilha sempre
bjs
Lina

Cuca disse...

Estou aki NOVAMENTE, rsss, vendo vc postar esses gigantescos textos, que mesmo assim não quero que vc acabe com seu blogger a não ser que vc faça um fotolog, ai tudo bem do contrario não ouviu neh!
Bjosss

www.claudiocuca.flogbrasil.com.br