sexta-feira, novembro 05, 2004

Se é bom se perder, também é bom se encontrar

Tenho um amigo querido que me fez repensar em alguns detalhes do que escrevi sobre amor. Ele disse que era estranho ouvir aquelas palavras que não tinham muito a ver comigo. Sabe que me surpreendeu! Ele tinha razão não tem nada a ver comigo mesmo. Depois da nossa conversa fiquei esperando ele postar alguma coisa, estava curiosa para saber o que ele iria escrever mas, por falta de tempo mesmo ele não pode postar.
O que escrevi sobre amor são conselhos que servem não só para mim como também para outras pessoas. Para mim não é dificil amar alguém, mas, é dificil viver, aproveitar, ir além da minha razão e da minha timidez. Quando este meu amigo leu o meu último post foi natural mesmo que ele indagasse mas, você escreveu o que não condiz com você. E é verdade. Nada daquio que escrevi sobre o amor eu faço, nada o que escrevi sobre o amor eu vivencio, são realmente conselhos.
Também acredito que nem 50% da população (principalmente, feminina) vivencie aquilo tudo o que eu coloquei. Relacionar-se é algo muito dificil muito complicado. É dificil conhecer alguém se você mal se conhece. Ai vem o que eu quero conversar hoje Se é bom se perder, também é bom se encontrar.
Encontrar-se significa estudar você mesmo, observar suas reações, suas qualidades (geralmente só nos criticamos), se admirar e por fim ter a certeza de que você é assim, assado, tem estas e essas manias, o seu cabelo é bonito, você gosta dos seus olhos... enfim, saber se identificar mesmo dentro de uma grande mutidão. Encontrar você é o primeiro passo para encontrar a sua estrela.
Durante muitos anos, durante muito tempo, olhamos para outras pessoas e utilizamos elas como espelho. Vivemos como elas, tentamos nos imagina no lugar delas, achamos a vida, as conquistas delas mas, legais que a nossas e definitivamente não estamos acostumados a nos qualificar.
Eu acredito que me conheço um pouquinho: tenho olhos castanhos escuros e acredito fielmente que em alguns momentos eles ficam amendoados, tenho cilios maravilhosos, rostos redondos, uma boquinha linda, fiz as pazes com o meu cabelo e com o fato de usar óculos. Tenho uns quilinhos a mais que vou eliminar (mas são pouco viu!). Sou bem alta quase uma Ana Hickman. Por dentro, sou dificil, chata, exigente, perfeccionista, brava, mas, generosa, pontual, super familia e caseira. (mas, não abro mão de uma baladinha de vez em quando).
Porém, desejo me conhecer mais e mais. E agradeço este meu amigo que fez eu repensar e analisar que a única coisa que eu queria era dar um conselho para mim mesma, espero que estes conselhos também sirvam para vocês.
Eu estou me encontrando e vocês já se encontraram?

2 comentários:

May disse...

Muitas vezes, é preciso se perder, ou perder antigos referenciais, para se reencontrar.

Quantas vezes eu não me perdi de vc? Quantas vezes, não me perdi de mim mesma?

Não tenha medo de se arriscar, ou de se perder, assim como tenho a vc, tenha certeza de q eu estarei sempre por perto, no caso de precisar.

Flavio Franco disse...

ai ai .. agora sim parece que a Télinha está de volta ... Finalmente, hein!!! Fica apenas uma dúvida, vc havia terceirizado a redação do seu Blog??? há! há! há! há! Se não, no mínimo estava parecendo.

Que bom que vc voltou a pensar como antes, a pensar como sempre, bom mesmo. Mas algumas coisas me intragaram. Por exemplo: O que é se perder??? Como é isso??? O que precisamos fazer para nos perder???

E se conhecer??? Como é isso também??? Vc comprou espelho pra casa apenas ontem??? Vc começou a sentir os seus braços apenas agora??? E o que bate aí dentro, era emprestado e vc finalmente comprou um para vc??? Vc está decobrindo agora o que gosta de fazer??? E as comidas, só hoje vc tem algum prato predileto??? Esse hoje, pode ser adaptado à qualquer momento da sua vida ... engraçado esses papos de se conhecer ... na boa, pra mim é absurdo ... como podemos ser e não nos conhecer??? Se não sabemos quem somos, o que fazemos, do que gostamos, porque vivemos ... quem saberá??? Nossos pais??? Vizinhos??? Nosso pediatra, ginecologista, dentista, ...??? Ah, já sei, talvez aquela velhinha que não sai da janela possa saber quem somos ... talvez o carinha da banca de jornal, ou alguém que trabalhe com a gente ...

Somos o que somos e aquilo que sentimos ... não existem conselhos que mudem a nossa opinião, senão, passa a não ser mais o que sentimos. Não se prenda à esta idéia fracassada de que vc precisa perder para conseguir ganhar ... precisa se perder para se encontrar ... precisa cair para poder levantar ... antes de tudo isto, saiba realmente que vc é fruto de tudo aquilo que construiu e que quer ser ... seus olhos, cabelos e cílios sempre foram os mesmos, porque só agora vc aprendeu a admirá-los??? A vontade de sermos mais é tão frustrante que nos leva a sermos menos ... quando buscamos nos espelhar nos outros é porque estamos deixando de olhar para nós ... neste mundo de aparências, todas as "cascas" tendem a ser iguais, a essência de cada um, revelada no seu interior, é o que realmente não se dá para mudar. E isso, mais cedo ou mais tarde, sempre será descoberto ... não espere ninguém te dar as mãos para tentar se levantar, aprenda a não cair. Não siga exemplos ou conselhos dos outros ... repare bem num detalhe, as pessoas que mais dão conselhos, são as que têm as experiências mais frustradas, as pessoas qua mais gostam de ensinar são as que mais precisam aprender, as pessoas que demonstram ser mais equilibradas são as que mais vivem em altos e baixos ... já reparou nisto??? Chama-se necessidade de auto-sufiência ... sentimento pobre, que faz as pessoas tomarem certas atitudes para mostrar aos demais o que queriam ser e não têm competência suficiente para conseguir se tornar ou sentir.

Portanto minha querida Télinha ... seja sempre o que vc é ... o seu sorriso meigo, seu jeito doce de falar e sua forma serena de lidar com os fatos já são suficientes para cativar qualquer coração e conseguir qualquer sorriso ... sem esforço nenhum.

Quanto aos conselhos, não siga nenhum ... somente vc sabe o que realmente está guardado no seu coração ... opiniões de fora só distorcem a relação mais íntegra e fiel que existe ... nós com nós mesmos.

Beijos pra vc menina, me desculpe escrever demais, mas como vc viu ... me empolguei. Tardou para colocar meu coment, mas não tardou. Prometo poesias na próxima vez ... é que realmente o tempo me falta.

BEIJOS!!!
Flavito